O arguido foi apresentado na terça-feira a um juiz do Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Coimbra, que "decretou hoje as medidas de coação", adiantou a fonte da Polícia Judiciária.

O homem é suspeito de ter matado a mulher, de 48 anos, com um tiro de arma caçadeira, no dia 28 de agosto, na povoação de Ervedal, freguesia de Quiaios, aparentemente num quadro depressivo que era do conhecimento dos familiares.

Após ter estado escondido cerca de 24 horas, foi detido pela GNR numa casa devoluta que pertence à família, perto da habitação onde ocorreu o crime, naquele lugar do distrito de Coimbra.

O presumível homicida esteve uma semana internado no serviço de psiquiatria do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), que lhe deu alta na terça-feira.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.