Gravada previamente e difundida hoje pelas 15:00 no Reino Unido e em 51 outros países da ‘Commonwealth’, a mensagem da monarca, de 91 anos, saúda as “identidades poderosas” das cidades de Manchester, atingida por um bombista suicida em maio, e Londres, que tem sofrido vários ataques.

Em excertos da mensagem difundidos oficialmente, Isabel II afirmou ter sido um privilégio visitar jovens sobreviventes do atentado numa sala de concertos que matou 22 pessoas.

"Descrevo essa visita ao hospital como um privilégio, porque os pacientes que conheci são um exemplo para todos, ao demonstrarem coragem e resiliência excecionais”, afirmou.

Uma palavra especial desta 60.ª mensagem de Natal da monarca foi também dirigida ao marido, o príncipe Filipe, de 96 anos, que este ano abandonou a maioria das funções públicas face à avançada idade.

Foi destacado o “apoio e o sentido de humor único” do príncipe de Edimburgo.

A rainha, o marido e vários membros da família real vão assistir à missa em Sandringham, em Norfolk, seguindo-se um almoço privado, no qual participa pela primeira vez a noiva do príncipe Harry, a atriz norte-americana Meghan Markle.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.