O último caso, divulgado hoje na rádio pública angolana, dá conta da morte de duas pessoas e o ferimento de seis outras, todas da mesma família, no município da Ganda, província de Benguela.

O incidente ocorreu na noite de quarta-feira e vitimou uma mulher, de 18 anos, e uma criança, de cinco.

Também na noite de quarta-feira, na província do Cuando Cubango, um raio matou uma criança de 11 anos que se encontrava em casa a festejar o seu aniversário, tendo ainda quatro dos seus irmãos ficado feridos na ocasião.

Os dois primeiros casos, divulgados pela agência noticiosa angolana, Angop, aconteceram na segunda e na terça-feira, no município do Dande, província do Bengo, e em Mbanza Congo, província do Zaire, respetivamente.

No Zaire, morreu atingido por uma descarga elétrica um homem de 25 anos, e ficaram feridas outras duas pessoas da mesma família quando regressavam da lavra.

Já no Bengo, um homem de 20 anos morreu atingido por um raio, enquanto a sua mãe ficou ferida.

O fenómeno das descargas elétricas em Angola, que se regista sobretudo no centro do país, provocou desde outubro de 2018 mais de três dezenas de mortes.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.