Em comunicado, a Câmara Municipal de Vila Franca de Xira refere que os médicos foram colocados nas Unidades de Saúde Familiar (USF) de Alverca do Ribatejo (2), de Vila Franca de Xira (2), da Póvoa de Santa Iria (1) e da Castanheira do Ribatejo (1).

A autarquia explica que com este reforço existe agora uma cobertura em 95% do universo dos utentes inscritos no concelho (150.114), ficando de fora 6.858 pessoas (5%).

“No Centro de Saúde de Alverca, no qual, durante anos, se registaram grandes carências a este nível, verifica-se que atualmente todos os utentes têm médico atribuído. As USF da Póvoa de Santa Iria, Vila Franca de Xira e Vialonga são aquelas que ainda registam um maior número de utentes sem médico”, acrescenta a nota.

Em jeito de balanço, a Câmara de Vila Franca de Xira refere que em 2016 o número de utentes sem médico de família era de 36.269 enquanto em 2020 o número baixou para os 6.858.

Segundo os dados da autarquia, a maior redução ocorreu entre 2018 e 2019, altura em que o número de utentes sem médico de família baixou dos 20.697 para os 9.548.

“Para além da colocação anual de novos médicos por parte do ACES (Agrupamento dos Centros de Saúde) do Estuário do Tejo, merece também destaque o grande investimento realizado nos últimos anos com vista à criação de novas Unidades de Saúde Familiar no concelho”, conclui a nota.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.