Eventos-piloto só avançam depois do desconfinamento, a partir de abril, e devem acontecer apenas em duas salas de espetáculo.

Serão "laboratório" para os festivais de verão o Campo Pequeno, em Lisboa, e o Pavilhão Rosa Mota, no Porto. Estas salas de espetáculo têm espaço para criar uma estrutura onde podem ser feitos testes rápidos, já que esta é a proposta dos promotores, aceite pela DGS.

Os participantes têm de fazer um teste rápido à Covid-19 até 72 horas antes do evento, repetem o teste à entrada para o recinto e, passados 14 dias, respondem a um questionário e fazem um novo despiste à Covid-19. Poderão ser usados os testes à saliva ou por zaragatoa no nariz, esclarece a TSF.

O uso de máscara vai ser obrigatório.

A pandemia da covid-19 impediu a realização de dezenas de espetáculos em Portugal em 2020, e obrigou ao adiamento de festivais e outros eventos para este ano.

Embora haja datas marcadas para vários festivais de verão, como o Rock in Rio Lisboa, o NOS Alive (Oeiras), o NOS Primavera Sound (Porto) e o MEO Sudoeste (Zambujeira do Mar), os promotores querem saber em que condições poderão realizá-los.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.