O anúncio foi feito em comunicado por Mimoun Amrioui, presidente do centro cultural islâmico de Fuenlabrada (Madrid), que convocou esta concentração, prevista para as 13:00 (12:00).

Amrioui manifestou as suas “mais sinceras condolências aos familiares das vítimas”, expressou “a sua solidariedade com povo de barcelonense” e transmitiu o seu “apoio incondicional” às instituições públicas.

Espanha foi esta semana alvo de dois ataques terroristas, em Barcelona e em Cambrils, na Catalunha, que fizeram 14 mortos e 135 feridos, com a utilização de viaturas que atropelaram pessoas indiscriminadamente.

A lista de vítimas mortais do ataque em Barcelona inclui duas portuguesas, uma mulher de 74 anos, e a sua neta, de 20.

Em Barcelona, o ataque ocorreu na quinta-feira à tarde, nas Ramblas, uma avenida muito frequentada por turistas, no centro da cidade.

Na madrugada de sexta-feira, cinco homens num automóvel atropelaram um grupo de pessoas em Cambrils, uma estância balnear a cerca de 100 quilómetros a sudoeste de Barcelona, fazendo um morto e cinco feridos.

Os dois ataques foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico (também conhecido pelo acrónimo árabe Daesh).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.