Um comité de especialistas vai assegurar a coordenação de combate ao Ébola “sob a direção do professor Jean-Jacques Muyambe Tamfum”, acrescentou a presidência, num comunicado.

Atual diretor do Instituto Nacional de Investigação biomédica de Kinshasa, este médico congolês “fez parte da equipa que investigou o primeiro surto conhecido da doença do vírus Ébola em 1976″, lê-se no ‘site’ da OMS.

Declarada em 01 de agosto, a epidemia de febre hemorrágica já provocou a morte a 1.715 pessoas, principalmente na região de Beni e Butembo, de acordo com o último boletim de saúde hoje divulgado.

O anúncio de que o combate ao Ébola está sob a alçada do Presidente Félix Tshisekedi acontece três dias depois da OMS ter elevado a epidemia ao nível de “urgência de saúde pública de interesse internacional”.

Na sexta-feira, a Direção-Geral da Saúde portuguesa desaconselhou as viagens à República Democrática do Congo e sugeriu, nos casos de viagem indispensável, que se lave e descasque fruta e vegetais antes de consumir, e que se evite carne de caça.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.