De acordo com o anúncio publicado em Diário da República, os interessados têm agora 10 dias para se candidatarem à obra.

Numa entrevista ao jornal Expresso, publicada em janeiro, a agora diretora artística do teatro, Elisabete Matos, afirmou que as obras, há muito adiadas, iriam começar em junho, prosseguindo “por fases”: “Lá fora a fachada e cá dentro a cortina e as casas de banho. A plateia mais à frente. Temos um teatro com esta idade, que é um bocado como nós. Quando precisamos de óculos, não há nada a fazer”.

Em 2018, o Organismo de Produção Artística (Opart), que tutela o São Carlos, assinou um protocolo de colaboração até 2022 com a Fundação Mirpuri, que visava ações culturais conjuntas nas áreas da dança, da música e do teatro.

Em particular, o protocolo contemplava “a limpeza e restauro da fachada principal do Teatro Nacional de São Carlos”, que estava prevista para 2019.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.