"Este é o maior incêndio de que tenho memória: o maior de sempre no concelho de Santa Comba Dão. Em 2005, também já tínhamos tido um grande incêndio, mas este provocou cinco vítimas mortais civis e destruiu 80% da mancha florestal do concelho", lamentou.

De acordo com o presidente da Câmara de Santa Comba Dão, arderam 15 habitações principais e mais de 50 devolutas ou segundas habitações.

"Temos também sete ou oito empresas de pequenas dimensões ardidas na cidade", acrescentou.

Sobre as cinco vítimas mortais, Leonel Gouveia informou que são todas da freguesia de S. Joaninho.

"Faleceu um casal com cerca de 80 anos que tentou fugir de carro e caiu num pequeno barranco, uma terceira vítima com 80 anos que tentava proteger o seu aviário, um homem com cerca de 60 anos que se deslocava num ‘papa reformas' e que tentou fugir a pé, mas não conseguiu; e também uma outra pessoa, de 57 anos, a proteger os seus bens", revelou.

Este incêndio que assolou o concelho de Santa Comba Dão, sul do distrito de Viseu, também provocou "uma dúzia de feridos".

"Alguns têm queimaduras de média dimensão, outros algumas fraturas", concluiu.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.