O recrutamento de pessoal da carreira não inspetiva para o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras foi avançado por Eduardo Cabrita na Assembleia da República durante a discussão na especialidade da proposta de Orçamento do Estado para 2019.

Em resposta à deputada do Bloco de Esquerda Sandra Cunha, o governante afirmou que “está prevista a contratação de 116 trabalhadores para recuperar aquilo que são os atrasos”.

“Modificamos a lei relativamente à forma de tratamento de imigrantes, alteramos tecnologicamente a possibilidade de agendamento e estamos a preparar um recrutamento excecional para permitir, sobretudo na área de Lisboa, eliminar atrasos acumulados”, disse.

Eduardo Cabrita afirmou ainda que o número de inspetores no SEF será reforçado no próximo ano com a conclusão “do primeiro recrutamento externo desde 2005”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.