Pequenos camiões começaram pouco depois a retirar os destroços do campo, situado no norte de França e que acolhia até domingo passado 6.000 a 8.000 migrantes, principalmente oriundos da Síria, Eritreia ou do Sudão.

Mais de 1.900 migrantes foram retirados na segunda-feira do campo, que se tornou um símbolo das crises migratórias na Europa.

Pelo menos 800 migrantes menores de idade foram provisoriamente hospedados em contentores de carga colocados numa zona da “Selva”. O diretor deste centro, Stéphane Duval, disse que 400 deles chegaram hoje e que no total devem atingir os 1.000.

Hoje de manhã, segundo jornalistas no local, centenas de menores esperavam para serem entrevistados por funcionários britânicos e franceses.

O ministro do Interior de França, Bernard Cazeneuve, disse anteriormente que todos os menores desacompanhados “com laços familiares comprovados no Reino Unido” serão transferidos para o Reino Unido.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.