O Grupo Fosun, o maior grupo privado chinês em Portugal, forneceu “1 milhão de máscaras para uso pelos profissionais de saúde”. De acordo com um comunicado do grupo chinês, o Serviço Nacional de Saúde adquiriu “700 mil” máscaras" e “200 mil testes” desenvolvidos pelo Fosun Pharma, departamento médico da Fosun.

A dona da companhia de seguros Fidelidade, grupo hospitalar Luz e com participação no banco Millennium bcp, doou ainda ao Estado português (SNS), 43 mil máscaras, 7 mil fatos de proteção e 20 mil testes, equipamento médico essencial na luta contra a pandemia da Covid-19.

Jorge Magalhães Correia, Global Partner do Grupo Fosun, garantiu que “as participadas do Grupo Fosun em Portugal, têm trabalhado de forma muito próxima com as autoridades de saúde portuguesas”, disse.

A empresa que, no âmbito da segunda fase das suas operações contra a pandemia de Covid-19, tem distribuído, desde 22 de março, equipamentos de proteção médica “para ajudar na luta dos países com rápido surto epidémico, nomeadamente Itália, Japão, Coreia do Sul, Índia, Reino Unido, França e, agora, Portugal”. Os equipamentos médicos que chegaram a Portugal foram provenientes de Xangai, China.

Um novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 667.000 pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 31.000.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril. O decreto do governo do estado de emergência entrou em vigor às 00:00 do dia 21 de março.

O país regista 140 mortes associadas à covid-19 e 6.408 infetados, segundo o boletim epidemiológico de hoje da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.