“Na sequência do ataque à posição das FAMA [forças armadas do Mali] em Indelimane, foram encontrados 54 corpos, incluindo um civil”, informou Yaya Sangare, numa mensagem divulgada na rede social Twitter.

O ataque, que ainda não foi reivindicado, deixou também “danos materiais significativos”, indicou.

Ataques terroristas afetam o Mali desde 2012, na sequência de um golpe de Estado que deixou o controlo do norte do país nas mãos de grupos rebeldes tuaregues, apoiados por células terroristas.

Pelo menos quarenta soldados foram mortos em dois ataques ‘jihadistas’ em 30 de setembro, em Boulkessy, e 01 de outubro, em Mondoro, no sul do país, perto de Burkina Faso, de acordo com as autoridades locais.

Em 2013, a ação dos ‘jihadistas’ foi limitada por uma intervenção militar internacional liderada pela França, mas grandes áreas do Mali, especialmente no norte e no centro, escapam ao controlo do Estado, beneficiando grupos terroristas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.