"A Holdimo já requereu intervenção judicial, com caráter de urgência, para destituição imediata dos membros da Comissão Executiva da SAD", refere o comunicado hoje divulgado pelo acionista, que também se demarca de "todas as posições públicas que o Dr. Bruno de Carvalho fez com considerações sobre a equipa, em geral, ou de algum jogador em particular".

O maior acionista da SAD a seguir ao próprio clube diz que "não ficou indiferente e está a promover uma solução" e que "tudo está a fazer para que haja uma mudança célere na condução dos destinos da SAD, a bem da sociedade, a bem de todos os seus trabalhadores, a bem dos jogadores e a bem da equipa técnica".

"É com esta autoridade moral que nos dirigimos aos jogadores e respetivos agentes, apelando para que se associem à solução e não optem por atos emocionais que podem ter consequências graves para todas as partes. A via judicial pode ser um calvário que a ninguém aproveita", prossegue o comunicado, concluindo que "é pela via da razão" que se vai "construir uma alternativa".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.