"O Governador e todo o Conselho de Administração do Banco de Portugal manifestam o seu mais profundo pesar pelo falecimento de Teodora Cardoso, a primeira mulher administradora do Banco, após uma longa carreira como economista da instituição", refere a nota.

Num momento que classificou "de perda e consternação", o Banco de Portugal realçou "o brilhante percurso de uma economista que esteve ligada à instituição ao longo das últimas cinco décadas".

Teodora Cardoso ingressou no Banco de Portugal em 1973, como técnica do Departamento de Estatística e Estudos Económicos, que veio a dirigir. Em junho de 2008 foi nomeada para o Conselho de Administração, onde permaneceu até fevereiro de 2012.

Saiu para ser a primeira presidente do Conselho de Finanças Públicas (CFP), função que desempenhou até março de 2019, mantendo sempre a ligação ao Banco de Portugal, refere ainda a nota.

Nascida em Estremoz, licenciada em Economia pelo Instituto Superior de Economia, Teodora Cardoso morreu hoje em Lisboa aos 81 anos, disse à Lusa fonte do Banco de Portugal.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.