O lançamento do Portugal Talks, que fará reuniões bienais, intercaladas com as Conferências do Estoril, da Câmara Municipal de Cascais, foi feito hoje de manhã, num debate na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, em que se discutiu o fenómeno da abstenção.

Miguel Pinto Luz, vice-presidente da câmara de Cascais e membro do Portugal Talks, afirmou tratar-se de um “think action tank”, direcionado para “propostas e soluções concretas” para problema das democracias.

“Estamos neste projeto para agir”, prometeu o vereador, eleito pelo PSD.

No debate de hoje, mediado pelo jornalista e publisher do jornal on-line Observador José Manuel Fernandes, participaram Nuno Garoupa, professor de Direito na George Mason University Antonin Scalia School of Law, nos Estados Unidos, Marina Costa Lobo, socióloga e investigadora do Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade de Lisboa, Pedro Magalhães, sociólogo e investigador no ICS, e Catarina Santos Botelho, constitucionalista e professora auxiliar na Universidade Católica Portuguesa no Porto.

O Portugal Talks é uma iniciativa do Estoril Institute for Global Dialogue, encarregado da coordenação científica e programática das Conferências do Estoril.

Esta iniciativa assume desde um compromisso com "a independência absoluta, isenção e pragmatismo", procurando preencher um "espaço vazio cuja origem se verifica no afastamento evidente entre a sociedade civil e os processos de decisão políticos que inegavelmente influenciam o dia a dia de cada cidadão português".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.