A fonte do Gabinete de Comunicação do hospital adiantou que, cerca das 01:30 de hoje, os 26 feridos, 18 mulheres, sete homens e uma criança, que foram transportados para a unidade hospitalar, já tinham recebido alta.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora indicou que no autocarro, de matrícula espanhola, seguiam 37 pessoas, 36 passageiros de nacionalidade chinesa e o motorista, de nacionalidade espanhola.

A fonte do CDOS referiu que os 26 feridos ligeiros foram transportados para o hospital de Évora, enquanto as restantes 11 pessoas tiveram apenas que ser assistidas no local.

O acidente ocorreu ao quilómetro 30 da A6, no sentido Montemor-o-Novo/Vendas Novas, no distrito de Évora, tendo o autocarro ficado tombado na berma da autoestrada.

Segundo fonte da GNR, o acidente foi alegadamente provocado por "falha mecânica".

O autocarro, propriedade de uma empresa espanhola, foi removido do local durante a madrugada de hoje, estando o trânsito, que chegou a estar cortado e depois condicionado, a circular com normalidade.

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) recebeu às 17:17 de quinta-feira o alerta para o semi-capotamento do autocarro de passageiros.

O CDOS de Évora recebeu o alerta às 17:22.

Segundo a fonte do CDOS, para o local foram mobilizados 62 operacionais e 26 veículos, incluindo meios dos bombeiros de Montemor-o-Novo, Vendas Novas, Évora e Arraiolos, bem como viaturas médicas de emergência e reanimação (VMER) de Évora e Setúbal, um helicóptero do INEM, a BRISA e a GNR.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.