Em comunicado, a Secretaria de Estado de Assuntos Europeus anunciou que o Serviço Europeu de Ação Externa (SEAE) da União Europeia indicou Isabel Pedrosa para chefiar a delegação da UE na Venezuela, Cristina Martins Barreira no Togo e Sofia Moreira de Sousa em Cabo Verde.

Este serviço “tem como principal função as relações diplomáticas da UE com países terceiros e a condução da política externa e de segurança europeia nesses países”.

As três novas responsáveis juntam-se assim aos outros seis portugueses que atualmente são responsáveis pelas delegações de Timor-Leste, Níger, Brasil, Guiné-Bissau, Colômbia e Nações Unidas.

Este serviço diplomático da UE, sedeado em Bruxelas, foi criado em 2011 e dispõe de 139 delegações em todo o mundo.

Segundo a nota do Governo, o SEAE “tem como principais objetivos garantir uma maior coerência e eficácia da política externa da UE, reforçando, assim, a influência da Europa a nível mundial”.

“Promove a paz através de apoio político, económico e prático, garante a segurança ao abrigo da política comum de segurança e defesa e mantém boas relações com os vizinhos mais próximos da UE através da política europeia de vizinhança”, além de prestar “ajuda ao desenvolvimento e ajuda humanitária, responder a situações de crise e contribuir para a luta contra as alterações climáticas”, menciona ainda o executivo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.