Em comunicado, a autarquia do distrito do Porto anuncia a implementação do projeto, numa parceria com os agrupamentos de Escolas da Trofa e de Coronado e Castro, englobando os "Planos Integrados e Inovadores de Combate ao Insucesso Escolar".

Reportando-se a 2014/15, último ano letivo contabilizado, a Câmara Municipal refere que a taxa de insucesso escolar local no segundo ano foi de 8,9%, no terceiro de 3,8% e no quarto de 1,7%, sendo este os valores que a autarquia pretende reduzir "em, pelo menos, 25%".

Ao todo serão cerca de 1.250 os alunos envolvidos num projeto "pensado para prevenir e reduzir o abandono escolar precoce" e promover o "acesso equitativo a uma educação de qualidade para todos".

Assumindo-se como um "espaço de aprendizagem, colaboração, partilha e envolvimento da família", terá a "duração de três anos" e será "cofinanciado pelo programa Portugal 2020/Norte 2020, num investimento de mais de 252 mil euros", refere ainda a nota do município.

Para além de uma plataforma tecnológica, também denominada +TROFA, o projeto envolve ainda "um Observatório Municipal da Educação e ações para uma Parentalidade Positiva", tendo como "pilar principal uma equipa multidisciplinar composta por educadores sociais e psicólogos", acrescenta a Câmara da Trofa.

"Este investimento assegura que todas as crianças e jovens sejam capacitados para reduzir as desigualdades, em particular os mais vulneráveis ou com necessidades especiais", refere ainda o comunicado.

Para formalizar o envolvimento serão assinados na sexta-feira, na Câmara Municipal da Trofa (polo I), os contratos de colaboração com os dois agrupamentos de escolas.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.