Nas mensagens em questão, Donald Trump afirma que o voto por correspondência é “fraudulento” e que “as caixas de correio serão assaltadas”.

Esta é a primeira vez que o Twitter aponta o dedo ao Presidente dos Estados Unidos, num contexto em que as redes sociais têm sido acusadas de serem permissivas no tratamento das mensagens de dirigentes políticos.

“Esses tweets contêm informações potencialmente enganosas sobre o processo de voto e foram assinaladas para fornecer contexto adicional sobre o voto por correspondência”, justificou um porta-voz da plataforma, recordando que a decisão está em linha com a abordagem adotada este mês.

Aos dois tweets do Presidente dos EUA foi acrescentado um link para um artigo intitulado “Factos acerca dos boletins de voto por correspondência”, que dirige os utilizadores para uma página de “momentos” com verificação de factos e artigos sobre as declarações sem fundamento de Donald Trump.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.