“Estou muito feliz que seja uma iniciativa para jovens”, afinal estes “são os fatores de inovação” no país e “o seu empoderamento é uma prioridade para nós”, disse Antonino Maggiore, embaixador da União Europeia em Moçambique.

O diplomata falava em Maputo, durante o lançamento da iniciativa, implementada pela Equipa Europa.

A iniciativa, denominada e-Juventude, visa apoiar os jovens moçambicanos a “atingir o seu pleno potencial” para que sejam líderes na “transformação socioeconómica do país”, através de uma estratégia baseada em três E: “Educação, Emprego e Empoderamento”.

O programa abrange todo o país, com enfoque nas províncias de Maputo, Cabo Delgado, Sofala, Nampula e Inhambane, e visa também investir na formação profissional, emprego, autoemprego e saúde sexual e reprodutiva dos jovens em Moçambique.

Além da e-Juventude, a Equipa Europa lançou também a iniciativa “Pacto Verde para Moçambique” que vai, entre outros aspetos, apoiar o Governo moçambicano a proteger e restaurar o capital natural do país.

A ação “Pacto Verde para Moçambique” está avaliada em 1,4 milhões de euros, avançou a UE.

“São projetos conjuntos para o futuro” e é um “compromisso que temos com as futuras gerações”, declarou o embaixador da UE em Moçambique.

A secretária permanente da Terra e Ambiente, Emília Fumo, agradeceu à UE pelas iniciativas e disse que está de “portas abertas” para a troca de experiências.

A Equipa Europa é constituída pela União Europeia, Estados-membros e a sua rede diplomática, as suas instituições financeiras e organismos de execução, pelo Banco Europeu de Investimento e pelo Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.