"O primeiro membro da equipa que testou positivo já não tem sintomas", explicou a McLaren em comunicado.

A McLaren anunciou também que outros sete membros da equipa, que foram submetidos ao teste de coronavírus durante a quarentena em Melbourne, não estão infetados com Covid-19 e estão "bem e bem humorados", tendo autorização para regressar ao Reino Unido na próxima semana.

Após o anúncio dos testes positivos na equipa, a escuderia britânica decidiu não participar no Grande Prémio da Austrália, a primeira prova do Mundial de Fórmula 1 que seria realizada a 15 de março, uma medida que acabou por precipitar o cancelamento do GP.

Mais tarde, outras duas corridas que ainda estavam no calendário (Bahrein e Vietname) foram também adiadas para uma data posterior, enquanto os grandes prémios programados para maio (Holanda, Espanha e Mónaco) estão suspensos, já que a Fórmula 1 não prevê treinos antes do final de maio.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.