O desaparecido agora localizado encontra-se em estado grave e está a ser assistido no local, segundo a mesma fonte.

Dois dos feridos ligeiros já foram transportados para o Hospital de Beja, os restantes continuam a ser acompanhados pelo pessoal médico no terreno.

Estão envolvidos, nesta operação de socorro, 56 operacionais, 22 veículos e um helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

O piloto que comandava a aeronave morreu no acidente. Três dos tripulantes, que se salvaram, disseram que o avião começou a desfragmentar-se no ar, tendo outras pessoas em terra afirmado que saltaram pedaços do avião, no ar, adiantou a mesma fonte.

A aeronave caiu na zona de Canhestros, em Ferreira do Alentejo, distrito de Beja.

Estão no local também uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Beja, segundo fonte do CDOS de Beja.

A aeronave sinistrada pertence a uma escola de paraquedismo civil, de Figueira de Cavaleiros, em Ferreira do Alentejo, distrito de Beja, disse à Lusa o tenente-coronel do comando da GNR de Beja. Tratava-se de um modelo Pilatus PC6, conhecido por Pilatus Porter, que transportava oito pessoas.

O alerta do acidente para o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja foi dado às 19:08.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.