De acordo com José Rodrigues, da direção da Associação José Afonso (AJA), em declarações à Lusa, o memorial ficará no Jardim das Francesinhas, na zona de São Bento, perto da Assembleia da República e da sede do núcleo de Lisboa da AJA.

O projeto “Monumento a José Afonso” foi um dos vencedores do Orçamento Participativo de 2012 da Câmara de Lisboa, “tendo sido aprovado ainda nesse ano com um prazo de dois anos para ser executado pela autarquia”. No entanto só vai avançar este ano, adiantou José Rodrigues, explicando que a AJA tem tido reuniões com a câmara sobre o assunto.

O memorial, contou, consiste num muro em betão que, de um lado, terá um medalhão com o rosto de José Afonso feito por alunos da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e, do outro, um texto da autoria do músico e compositor.

A AJA propôs que o texto do memorial seja a letra da música “Utopia”.

A data de inauguração não está ainda definida, no entanto, de acordo com José Rodrigues, deverá ser em abril.

Contactada pela Lusa, a Câmara de Lisboa remeteu a divulgação da data para mais tarde.

José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos nasceu a 2 de agosto de 1929, em Aveiro. Estudou em Coimbra, no curso de Ciências Histórico-Filosóficas da Faculdade de Letras, foi professor em vários pontos do país e também viveu em Moçambique.

Ao longo da sua carreira como cantor e músico interpretou o fado de Coimbra, mas ficou mais conhecido pelas suas canções de intervenção, contra o regime ditatorial. Morreu, aos 57 anos, a 23 de fevereiro de 1987, tendo o seu funeral reunido milhares de pessoas, em Setúbal.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.