"A 28 de novembro, na vigília do primeiro domingo do Advento, haverá um consistório para a nomeação de 13 novos cardeais", começou por dizer o Papa Francisco, referindo de seguida todos os nomes.

Segundo o Vatican News, foram nomeados nove cardeais que poderão participar num eventual conclave, sendo eles:

- Mario Grech, Secretário do Sínodo dos Bispos (Malta);

- Marcello Semeraro, Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos (Itália);

- Antoine Kambanda, arcebispo de Kigali (Ruanda);

- Wilton Gregory, arcebispo de Washington (EUA);

- José Fuerte Advincula, arcebispo de Capiz (Filipinas);

- Celestino Aós Braco, arcebispo de Santiago (Chile);

- Cornelius Sim, o vigário apostólico (Brunei);

- Augusto Paolo Lojudice, o arcebispo de Siena (Itália);

- Mauro Gambetti, Guardião do Sagrado Convento de Assis (Itália).

Os restantes quatro cardeais nomeados têm mais de 80 anos e, portanto, não poderão participar na eleição de um novo Papa.

- Felipe Arizmendi Esquivel, arcebispo emérito de San Cristóbal de Las Casas (México);

- Silvano Tomasi, Núncio Apostólico, ex-observador permanente nas Nações Unidas em Genebra (Itália);

- Raniero Cantalamessa, pregador da Casa Pontifícia (Itália);

- Enrico Feroci, pároco do Divino Amor (Itália).

Este vai ser o sétimo consistório do atual pontificado de Francisco, após os realizados em 22 de fevereiro de 2014, 14 de fevereiro de 2015, 19 de novembro de 2016, 28 de junho de 2017, 28 de junho de 2018 e 5 de outubro de 2019.

Portugal está representado no colégio cardinalício por D. Manuel Clemente, cardeal-patriarca de Lisboa, D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima, e D. José Tolentino Mendonça, arquivista e bibliotecário da Santa Sé, todos criados pelo Papa Francisco e eleitores num eventual conclave.

No colégio cardinalício está ainda D. Manuel Monteiro de Castro, penitenciário-mor emérito, e D. José Saraiva Martins, prefeito emérito da Congregação para as Causas dos Santos, ambos com mais de 80 anos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.