A informação foi divulgada pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, no distrito de Lisboa, que adianta que o abastecimento de água aos moradores não foi comprometido, salvo em situações pontuais, e que está já em curso um levantamento dos prejuízos, para posterior acionamento de seguros.

Segundo a autarquia, a rotura de um adutor da EPAL (adutor de Vila Franca de Xira-Telheiras) em Vila Franca de Xira, na zona da Quinta da Grinja, ocorreu hoje à tarde e causou “uma inundação súbita e danos materiais avultados nas vias de circulação rodoviária, nos passeios, em algumas habitações particulares e empresas, e também em viaturas”.

Os meios de socorro foram acionados para o local, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, e a EPAL procedeu ao encerramento do referido adutor.

“Não houve danos pessoais a lamentar, tendo sido necessário o realojamento de uma família, o qual foi assegurado pela câmara”, adianta o município de Vila Franca de Xira, em comunicado.

No local estiveram presentes representantes da autarquia, dos Serviços Municipalizados de Águas e Saneamento de Vila Franca de Xira, a EPAL, a Polícia de Segurança Pública e os Bombeiros Voluntários do Concelho de Vila Franca de Xira (bem como outras corporações do distrito de Lisboa).

Os primeiros trabalhos centraram-se na limpeza da via pública e na criação de condições de segurança para a circulação de pessoas na zona afetada.

“Fica para já interdita à circulação rodoviária um troço da Rua António Sérgio (no cruzamento com a Estrada do Monte Gordo), até que seja possível fazer a reparação do piso”, estando já em curso “as intervenções de reparação urgente do adutor agora danificado”, a cargo da EPAL, acrescenta.

Está também a ser feito o levantamento dos prejuízos, que serão comunicados à EPAL, para que sejam acionados os respetivos seguros de responsabilidade civil e ressarcidos todos os afetados pelos danos causados.

“Apesar da gravidade da situação ocorrida, o sistema de abastecimento de água não ficou comprometido, pelo que está garantido o fornecimento de água aos moradores da zona afetada, salvo algumas situações pontuais que se verifiquem necessárias no âmbito das ações de estabilização que estão em curso”, afirma a Câmara Municipal, acrescentando estar a “desenvolver todos os esforços no sentido de repor a normalidade da circulação rodoviária com a maior brevidade”.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.