“O grande feriado de hoje dá-nos grande esperança e fé inabalável de que a luz vencerá as trevas, o bem vencerá o mal, a vida vencerá a morte e, portanto, a Ucrânia certamente vencerá”, apontou, numa intervenção a partir da Catedral de Santa Sofia, em Kiev.

Segundo a avança a Associated Press (AP), Volodymyr Zelensky salientou que “o Senhor e a santa luz celestial” estão do lado dos ucranianos.

“Estamos a passar por provações muito difíceis. Vamos chegar a um fim justo neste caminho - o início de uma vida feliz e prosperidade da Ucrânia”, acrescentou.

Volodymyr Zelensky disse ainda que, na Páscoa, os ucranianos pedem a Deus a “grande graça” de tornar o sonho realidade e que esse será outro grande dia, o dia em que a paz chegará à Ucrânia.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que já matou mais de dois mil civis, segundo dados da ONU, que alerta para a probabilidade de o número real ser muito maior.

A ofensiva militar causou já a fuga de mais de 12 milhões de pessoas, das quais mais de 5,16 milhões para fora do país, de acordo com os mais recentes dados da ONU — a pior crise de refugiados na Europa desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.