O esloveno Aleksander Ceferin, de 48 anos, foi eleito novo presidente da UEFA esta quarta-feira em Atenas, assumindo assim os restantes dois anos e meio do mandato que restava ao francês Michel Platini, suspenso pela FIFA.

Ceferin venceu a eleição com uma larga vantagem, conseguindo 42 votos - de um total de 55 federações da UEFA com direito a voto -, contra 13 do outro candidato na corrida, o holandês Michael van Praag, de 68 anos.

"Dizer que não tenho experiência é desrespeitoso para os presidentes das pequenas e médias federações que, como eu, devem fazer mais com menos", disse o advogado esloveno momentos antes antes de ser eleito. "Não farei promessas que não se podem cumprir", acrescentou.

O novo presidente da UEFA recebeu o apoio do antigo bloco de países do leste europeu e das pequenas nações, num momento em que os grandes clubes europeus tentam aumentar seu domínio e fazer com que seus interesses prevaleçam no futebol continental.

A justiça interna da FIFA suspendeu Platini por quatro anos de qualquer atividade ligada ao futebol, por "abuso de posição e conflito de interesses" na sequência de um polémico pagamento de 1,8 milhão de euros.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.