O Olímpico de Marselha confirmou ter assinado com o treinador português André Villas-Boas, num contrato válido por dois anos.

O treinador, de 41 anos, vai iniciar funções em 1 de julho, no regresso à Europa, depois de ter orientado, em 2017, os chineses do Shanghai SIPG e ter alinhado em várias provas de todo-o-terreno, entre as quais o Dakar2018.

De recordar que Villas-Boas tinha admitido voltar ao futebol quando compareceu na Web Summit do ano passado, não revelando se ia ficar na Europa ou voltava a rumar à Ásia.

Antes, o antigo adjunto de José Mourinho, passou por clubes como Académica, FC Porto, Chelsea, Tottenham e Zenit São Petersburgo, além de ter orientado a seleção das Ilhas Virgens Britânicas.

Villas-Boas conquistou uma Liga Europa, um campeonato português, uma Taça de Portugal e uma Supertaça Cândido Oliveira, pelo FC Porto, uma liga russa, uma Taça da Rússia e uma Supertaça russa, no Zenit.

O Marselha, sob o comando de Rudi Garcia e com o defesa central português Rolando, terminou a edição 2018/19 do campeonato fora dos lugares que dão acesso às competições europeias, na quinta posição, com 61 pontos, menos 30 do que o bicampeão Paris Saint-Germain.

Com nove títulos de campeão, o Marselha, que não ergue o troféu desde 2009/10, é o segundo clube com mais campeonatos em França, sendo apenas batido pelo Saint-Étienne, que tem 10, e é o único emblema do país a ter vencido a Liga dos Campeões, em 1992/93.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.