Messi terá de realizar um teste à covid-19 - e obter resultado negativo - para poder integrar os treinos do Barcelona, que regressará ao trabalho na segunda-feira, devendo fazê-lo isoladamente dos restantes jogadores, como estabelece o protocolo sanitário da Liga espanhola.

O avançado argentino, ‘Bola de Ouro’ em seis ocasiões e ‘Bota de Ouro’ em outras tantas, comunicou em 25 de agosto ao Barcelona a intenção de sair, a custo zero, não tendo iniciado os trabalhos de pré-temporada da equipa agora comandada pelo holandês Ronald Koeman.

Messi manifestou a intenção de abandonar os catalães dias depois da goleada por 8-2 sofrida ante o Bayern Munique, nos quartos de final da Liga dos Campeões de 2019/20, mas recuou perante a recusa do Barcelona, tendo anunciado na sexta-feira: “Jamais iria para tribunal contra o clube da minha vida”.

Há duas décadas no clube, Messi é, há muito, o melhor marcador da história do FC Barcelona, com um total de 643 golos, em 731 encontros, e conquistou um total de 33 títulos pelo clube da Catalunha, incluindo quatro ‘Champions’.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.