Bárbara Timo, de 28 anos, começou por se impor à colombiana Yuri Alvear, em 54 segundos, e à belga Roxane Taeymans, após 2.18 minutos, ambas por ‘ippon’, o mesmo método que utilizou para superar a russa Alena Prokopenko nas meias-finais, em apenas 35 segundos.

No combate pela medalha de ouro, a atleta, nascida do Brasil, que se naturalizou portuguesa em 2019, bateu Koch, após 4.20 minutos de combate, durante os quais sofreu duas penalizações, menos uma do que a atleta germânica.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.