O técnico, de 59 anos, regressa ao principal campeonato dos Estados Unidos onze anos depois, altura em que deixou a MLS para liderar a equipa técnica da seleção norte-americana, onde permaneceu até 2011.

Depois de ser demitido do cargo, Bradley foi selecionador do Egito, técnico do Stabaek, da Noruega, e do Le Havre, de França, rumando posteriormente ao Swansea, da liga inglesa.

A passagem por Inglaterra foi, no entanto, bastante curta, já que Bradley foi despedido apenas três meses depois de ter assumido o cargo, em dezembro de 2016.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.