Ao breakdance, um estilo de dança tipicamente associado ao hip-hop ou ao funk, juntam-se nesta proposta o skateboarding, a escalada desportiva e o surf, sendo que estas modalidades fazem a sua estreia nos Jogos Olímpicos de Tóquio2020.

Os quatro desportos aguardam agora aprovação do Comité Internacional Olímpico, cuja decisão deverá ser conhecida em dezembro de 2020, depois dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Um desporto "urbano, universal e popular", com "mais de um milhão" de praticantes em França. Foi assim que os organizadores dos Jogos Paris 2024 justificaram a proposta de incluir o breakdance como modalidade.

"Propomos trazer o breakdance e as suas famosas batalhas para os Jogos Olímpicos de Paris 2024 pela primeira vez na história", acrescentaram.

"Queremos ligar-nos a desportos que são disputados em todo o mundo para darmos aos Jogos uma dimensão mais urbana, ligada à natureza, mais artística", disse ainda o presidente do comité organizador, Tony Estanguet.

Portugal tem campeões de breakdance: a Momentum Crew venceu o Campeonato do Mundo de Dança Hip-Hop, em 2016, Marselha.

De referir que apesar de ser uma estreia na maior competição desportiva do mundo, o breakdance foi incluído como modalidade nos Jogos Olímpicos da Juventude de 2018 em Buenos Aires, sob a forma de batalhas ou duelos decididos por um júri. A modalidade está sob a tutela da Federação Mundial DanceSport.

As quatro modalidades agora propostas juntam-se às 28 que integram os Jogos de 2024.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.