Numa fase final da competição que decorre nas cidades espanholas de San Sebastian e Bilbau, o duelo francês das meias-finais da Liga dos Campeões de 2019/20, a realizar na quarta-feira, em Bilbau, reedita a final da Taça de França, que o Lyon venceu no desempate por grandes penalidades, após uma igualdade 0-0.

Vencedora de seis títulos de campeã europeia, os últimos quatro consecutivos, a formação do Lyon chegou à vantagem pela inglesa Nikita Parris, aos 41 minutos, num lance em que a eficácia gaulesa não perdoou o erro defensivo germânico.

Na segunda parte, o Lyon elevou para 2-0 através de Amel Magri, na cobrança de um livre direto, aos 59 minutos, mas o Bayern Munique reduziu cinco minutos volvidos, com um centro remate rasteiro de Carolin Simon, que contou ainda com um ressalto.

Até final do encontro, pertenceu ainda à formação germânica a melhor oportunidade de golo, com um remate de Sydney Lohmann, aos 79 minutos, devolvido pelo ferro da baliza do Lyon.

No outro encontro dos quartos de final, realizado hoje em San Sebastian, o Paris Saint-Germain, que procura o primeiro título após ter sido finalista vencido em 2016/17 e 2014/15, venceu por 2-1 o Arsenal, que já ergueu o troféu em 2006/07.

Marie-Antoinette Katoto colocou o Paris Saint-Germain em vantagem, aos 15 minutos, e, após Bethany Mead empatar para o Arsenal, aos 39, o golo do triunfo francês surgiu pela dinamarquesa Signe Bruum, aos 77.

A outra meia-final da Liga dos Campeões feminina será disputada na terça-feira, em San Sebastian, entre a formação alemã do Wolfsburgo – campeã europeia em 2012/13 e 2013/14 – e a espanhola do FC Barcelona, finalista vencida da última edição frente ao Lyon.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.