A Confederação do Desporto de Portugal analisará em Assembleia Geral Extraordinária, a 18 de dezembro, no auditório do Estádio de Honra do Centro Desportivo Nacional do Jamor, em Oeiras. um recurso de impugnação do ato eleitoral de 20 de novembro interposto pela Federação Portuguesa de Lohan Tao Kempo.

A Lista A, liderada por Daniel Monteiro, venceu a segunda volta das eleições para os órgãos sociais da CDP, vitória expressa nos 26 votos, mais dois do que Ricardo José (Lista C), que somou 24. Registou-se ainda um voto branco e outro nulo entre as 52 federações votantes. Ora, são exatamente estes dois votos que estão na base do pedido de impugnação da federação de Lohan Tao Kempo.

Em causa está uma interpretação dos Estatutos, diferente da verificada, no que respeita “ao voto nulo e ao voto em branco tal como considerados para efeito da contagem final” e que “violam o artigo 20, n.º2 e artigo 38, n.º3 dos Estatutos”, evoca a FPLK num documento, a que o SAPO24 teve acesso, entregue ao presidente da AG da Confederação.

“A Mesa da Assembleia fará o apuramento da votação e declarará eleita a lista que haja obtido a maioria absoluta dos votos expressos", lê-se no número 3 do artigo 38 dos estatutos da CDP.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.