A benfiquista Dulce Félix conquistou hoje o seu sétimo título de campeã nacional de corta-mato, ficando a um da recordista Rosa Mota, ao bater as rivais do Sporting, que revalidaram o cetro coletivo, em Lisboa. No duro percurso do Parque da Bela Vista, a benfiquista deu a iniciativa às atletas ‘leoninas’, mas, na penúltima volta, fugiu e ganhou isolada, em 29.03 minutos, repetindo os títulos conquistados entre 2010 e 2015.

Cinco segundos depois, chegou Catarina Ribeiro, a campeã em 2018, que na última descida passou de terceira para segunda, cortando a meta com 29.08 minutos, à frente da colega de equipa e de treino, Salomé Rocha, terceira em (29.14).

Colocando Sara Moreira em quarto lugar e Ana Ferreira em sexto, o Sporting conquistou o seu terceiro título nacional consecutivo e sétimo da sua história. O Maratona Clube de Portugal tem 13.

Rui Teixeira e Sporting revalidam títulos nacionais 

O atleta ‘leonino’ Rui Teixeira e o Sporting, que preencheu o pódio, revalidaram hoje os títulos de campeões nacionais de corta-mato na distância longa. Rui Teixeira, de 37 anos, terminou a prova em 32.26 minutos, batendo o também veterano Licínio Pimentel, segundo, a sete segundos, e Miguel Marques, terceiro, a 22.

O campeão nacional de crosse curto Rui Pinto chegou a liderar a prova, mas acabou por desistir.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.