Numa videoconferência com representantes dos 36 emblemas dos dois principais escalões (Bundesliga e Bundesliga 2), Seifert confirmou o regresso do futebol em 16 de maio, um dia depois de o governo germânico ter autorizado o arranque das competições a partir da segunda quinzena de maio, à porta fechada.

Os clubes foram informados então de que a 26.ª jornada da Bundesliga, que deveria ter sido disputada entre 13 e 16 de março, poderia ser retomada a partir de dia 15, com o primeiro jogo a ter lugar no dia 16, sábado

Tudo indica que o encontro inaugural da ronda seja o Fortuna Dusseldorf-Paderborn, como estava previsto acontecer em março, mas os detalhes do regresso da competição ainda não foram revelados pela DFL.

Em 16 de março, dias depois de a 26.ª jornada ser adiada, o principal campeonato alemão de futebol foi suspenso, então até 02 de abril, e depois por tempo indeterminado, para agora ter ‘luz verde’ para regressar.

Após a ronda 25, concluída em 11 de março, o Bayern Munique, que procura o 30.º título e oitavo consecutivo, é o líder da prova, com 55 pontos, contra 51 do Borussia Dortmund, 50 do Leipzig, 49 do Borussia Mönchengladbach e 47 do Bayer Leverkusen, quando faltam disputar nove jornadas.

Com a declaração de pandemia, em 11 de março, inicialmente alguns eventos desportivos foram disputados sem público, mas, depois, começaram a ser cancelados, adiados – nomeadamente os Jogos Olímpicos Tóquio2020, o Euro2020 e a Copa América – ou suspensos, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais de todas as modalidades.

Os campeonatos de futebol de França e Países Baixos foram, entretanto, cancelados, enquanto o da Alemanha teve hoje permissão para voltar e Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal preparam igualmente o regresso.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 263 mil mortos e infetou cerca de 3,7 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de um 1,1 milhões de doentes foram considerados curados.

Na Alemanha, morreram 7.119 pessoas e foram registados 166.091 casos de infeção pelo novo coronavírus, detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.