“No mundo de Zlatan não há espaço para o racismo. Somos todos da mesma raça - somos todos iguais!! Somos todos jogadores, uns melhores que outros", escreveu o veterano futebolista no Twitter.

O jogo dos quartos de final da Taça de Itália ficou marcado por um desentendimento entre os dois atletas, com insultos sucessivos e a intervenção de companheiros de equipa de ambos a afastá-los, evitando um eventual confronto físico no fim da primeira parte.

Os órgãos de comunicação italianos esmiuçaram o lance e noticiaram que Ibrahmovic, de 39 anos, terá chamado “pequeno burro” a Lukaku, além de o incitar a ir fazer os seus “rituais de vudu”.

Segundo a imprensa transalpina, Lukaku respondeu com insultos ao sueco e à sua esposa, com o atleta ‘rossoneri’ a desafiar o rival, de quem foi companheiro uma época no Manchester United, a resolver a questão no “balneário”.

Houve cabeças encostadas, empurrões e acabaram ambos admoestados com o cartão amarelo, decisivo para Ibrahimovic que veria o segundo aos 58 minutos.

No jogo, Ibrahimovic colocou o AC Milan na frente aos 31 minutos, mas depois de deixar a sua equipa reduzida a 10 elementos o Inter deu a volta com penálti convertido por Lukaku, aos 71, e num livre do dinamarquês Christian Eriksen aos 90+7.

Os rivais disputam o título com o AC Milan a liderar após 19 jornadas com 43 pontos, mais dois do que o Inter, enquanto o terceiro é a Roma do português Paulo Fonseca, com 37, mais um do que a campeã Juventus, de Cristiano Ronaldo, e a Atalanta.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.