“A partir de hoje, está proibida a presença de adeptos dos clubes visitantes nos estádios”, afirmou o presidente da liga mexicana, Mikel Arriola, em conferência de imprensa no estádio La Corregidora, onde ocorreram os incidentes.

Os confrontos nas bancadas começaram aos 63 minutos de uma partida entre o Querétaro e o Atlas de Guadalajara, no sábado à noite, numa altura em que a equipa da casa vencia por 1-0, disseram os serviços da proteção civil mexicanos.

Os seguranças permitiram que o público se refugiasse no relvado, levando a que os jogadores voltassem aos balneários e obrigando à interrupção da partida.

De acordo com o governador do estado de Querétaro, Maurício Kuri, os confrontos causaram, pelo menos, 26 feridos que necessitaram de tratamento hospitalar, estando três em estado grave.

Na sequência dos incidentes, a liga suspendeu os três encontros marcados para domingo, e garantiu que “os responsáveis pela falta de medidas de segurança no estádio serão punidos de forma exemplar”.

A FIFA, que entregou ao México, Estados Unidos e Canadá a organização do Mundial2026 condenou os “bárbaros incidentes” e incentivou as autoridades locais a “levaram rapidamente os responsáveis à justiça”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.