O detentor do recorde português, fixado em 5,71, superou o cazaque Sergey Grigoryev, que saltou 5,50 para ficar com a prata, e o italiano Claudio Stecchi, que superou 5,40 e conquistou o bronze.

A medalha de Diogo Ferreira eleva para quatro o número pódios alcançados por atletas portugueses nas Universíadas de 2017, depois de Francisco Belo ter conquistado o ouro no lançamento do peso, Rui Bragança a prata em taekwondo, na categoria de -58 kg, e Marta Onofre o bronze no salto com vara.

No ténis, Nuno Borges garantiu hoje um lugar nas meias-finais, agendadas para segunda-feira, ao impor-se ao japonês Yuya Ito, por 6-4 e 6-0.

No atletismo, Samuel Barata não terminou a meia maratona, ganha pelo japonês Kei Katanishi (1:06.09 horas), enquanto no voleibol masculino, a seleção universitária portuguesa perdeu com o Japão, por 3-0, e falhou a presença nas meias-finais.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.