“É nossa firme convicção que a situação do clube exigia, por estrito sentido de responsabilidade, uma gestão silenciosa. Neste momento, e porque o Sporting é e será sempre dos sócios, impõe-se a verdade sobre o “Estado da Nação”, o que faremos em conferência de imprensa, sem prejuízo da apresentação mais detalhada, a fazer na próxima Assembleia Geral”, indica o comunicado.

No mesmo texto, o Conselho Diretivo apela ao sentido de responsabilidade dos sportinguistas: “Todos são necessários para recuperarmos a essência, o nosso ADN. É fundamental voltar a semear, organizar, investir. E com a força dos nossos sócios e adeptos, com o profissionalismo e entrega de todos os que vestem a nossa camisola, por mais dificuldades, por mais rasteiras, por mais adversidades que existam, o Sporting resistirá a tudo, continuará o seu caminho e vai reerguer-se”, assinalou.

O comunicado da direção do Sporting é divulgado um dia depois de o ex-presidente do clube lisboeta Bruno de Carvalho ter lançado o livro intitulado "Sem Filtro", sobre os bastidores da sua passagem por Alvalade, no qual visa, entre outros, o atual presidente Frederico Varandas e o ex-treinador Jorge Jesus.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.