“Quando acabar o contrato, vou tirar um ano de folga e, depois disso, vou perceber se sinto ou não falta do futebol. Se não sentir falta, será o fim do técnico Jürgen Klopp”, disse o germânico em declarações a uma revista do seu país, a Sportbuzzer.

O treinador de 53 anos cumpriu a sua quinta temporada no Liverpool e levou os ‘reds’ à conquista da Liga inglesa, algo que não acontecia desde 1989/90.

“Se um dia deixar de ser treinador, não vou sentir falta da tensão brutal antes de cada jogo. Não é um momento de prazer”, referiu Klopp, que foi esta temporada eleito o melhor treinador da Premier League.

Mesmo assim, o técnico germânico assegurou que continua com “fome por títulos” e que o Liverpool quer conquistar todas as provas na próxima época.

“Estamos prontos e queremos fazer ainda melhor. Não vamos estar apenas a defender títulos, queremos ganhar outros. Apenas começamos agora”, frisou.

Além da Premier League, Klopp conquistou uma Liga dos Campeões, um Mundial de clubes e uma Supertaça europeia com o emblema de Liverpool.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.