"O tema que mais nos preocupa e queremos ver discutido numa próxima assembleia-geral [da LPFP] é a equidade entre os clubes do futebol profissional: um clube um voto", disse António Dias, em Coimbra, no final de uma reunião que juntou representantes de todos os clubes do segundo escalão.

Segundo o presidente do Penafiel, que foi o porta-voz da reunião realizada no Estádio Cidade de Coimbra, é por esta equidade que os clubes vão lutar nos "próximos tempos, porque o que está em causa é o futebol profissional", sejam clubes das I ou II ligas.

"Há clubes na II Liga que tiveram muito mais tempo na I Liga do que alguns clubes [que lá estão atualmente]. Achamos que esta é uma medida justa, que queremos ver aprovada na próxima assembleia-geral", frisou.

António Dias considera que os clubes da I Liga estão sensíveis a esta situação, porque esta é uma "medida de bom senso e de senso comum".

Para o dirigente desportivo, os clubes da II Liga "têm um papel relevante no futebol profissional".

"Uma coisa que temos a certeza é que dois clubes que estão hoje na II Liga estarão no próximo ano na I Liga e dois clubes da I Liga estarão na II Liga, pelo que esta questão de justiça é muito importante para nós", sublinhou.

O presidente do Penafiel adiantou ainda que os clubes da II Liga vão voltar a reunir no dia 18 de dezembro, em princípio na sede da LPFP.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.