Os valores foram hoje adiantados à agência noticiosa Associated Press por fonte do negócio, que envolve ainda a filha do empresário, Nelly Gao.

O clube, que pertencia, desde 2009, à família suíça Liebherr, anunciou que estavam concluídas negociações para os Gao serem “parceiros” do clube da liga inglesa, onde atua o português Cédric Soares.

“Juntos, temos a paixão e motivação para construir sobre o excelente progresso do Southampton nos últimos anos e estamos ansiosos por um capítulo novo e entusiasmante para o clube”, apontou Jisheng Gao, em comunicado.

A empresa chinesa Lander Sports Development não foi mencionada no comunicado, sendo que o atual presidente, o antigo jogador de hóquei no gelo Ralph Krueger, vai continuar no cargo.

Numa carta aos adeptos, publicada no sítio oficial dos ‘saints’ na Internet, Katharina Liebherr agradeceu aos “apaixonantes adeptos pela lealdade e fé”, explicando que o clube continua a ser gerido “como habitualmente” nas primeiras semanas da nova temporada.

“Jisheng Gao e a filha, com quem construí uma relação próxima, partilham os nossos valores e ambições. Como equipa, vamos lutar para continuar a construir sobre a fundação forte que temos para o sucesso sustentável a longo prazo”, apontou.

O Southampton, conhecido pela academia de formação de excelência, torna-se, assim, o quinto clube dos dois primeiros escalões ingleses a ser controlado por investidores chineses, depois do West Bromwich Albion, da ‘Premier League’, e do Aston Villa, Birmingham, e Wolves, treinado por Nuno Espírito Santo, da segunda divisão.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.