Após o Boavista ter sido eliminado da Taça da Liga, num jogo em casa frente ao Belenenses, Erwin Sánchez criticou os adeptos e a pressão que colocam na equipa quando este joga no Bessa. Tal facto, segundo o MaisFutebol, deixou a administração do clube surpresa.

A gota de água deu-se quando o treinador boliviano rejeitou reunir-se com a direção para esclarecer a situação.

Ainda segundo o site desportivo, a direção não pensou em demitir o treinador, apesar do salto negativo de quatro derrotas nos últimos cinco encontros, mas as críticas foram vistas como imperdoáveis e levaram à rescisão com Sánchez.

Esta é a segunda 'grande demissão' este mês. A semana passada o presidente João Loureiro demitiu-se alegando problemas de saúde e razões de "natureza institucional e estratégica".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.