Segundo o organismo que tutela o futebol europeu, em causa está a “utilização de um laser por parte dos adeptos, utilização de fogo de artificio e distúrbios causados pelos adeptos durante o hino”, explica.

O caso será agora analisado pelo órgão de controlo, ética e disciplina da UEFA.

A Inglaterra venceu na quarta-feira a Dinamarca por 2-1, após prolongamento, na segunda meia-final do Euro2020, disputada no Estádio de Wembley, em Londres, e vai defrontar a Itália na final do torneio.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.