O piloto português, que partiu do nono lugar da grelha, foi ganhando posições mas ainda se viu atrasado por ordens de equipa, quando teve de deixar passar o francês Jean-Eric Vergne, seu companheiro de equipa na DS, que se mostrou, contudo, mais lento.

O piloto de Cascais acabou por reganhar a posição uma volta mais tarde, mas perdeu a possibilidade de lutar pela vitória nos instantes finais. Félix da Costa acabou as 36 voltas a 4,271 segundos do vencedor, o neo-zelandês Mitch Evans (Jaguar), que conquistou no México a segunda vitória da carreira e ascendeu à liderança do campeonato.

“O carro é muito rápido mas tenho de conseguir melhorar as qualificações, o que melhoraria a minha vida nas corridas”, salientou Félix da Costa, que subiu do sétimo ao terceiro lugar do Mundial.

Este foi o segundo pódio consecutivo do português da DS, que já na ronda anterior tinha sido segundo classificado. Por isso, deixou uma promessa. “Vamos lutar pelo campeonato”, concluiu, Félix da Costa, que tem agora 37 pontos, menos 12 do que o comandante, Mitch Evans.

A próxima jornada do Mundial de Fórmula E, o campeonato de carros elétricos, disputa-se a 29 de fevereiro, em Marraquexe, Marrocos.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.