O piloto português, que partiu do segundo lugar, depois de ter sido nono na primeira corrida do dia, manteve uma luta intensa mas acabou por ser declarado vencedor pois liderava no momento em que o Cruze de Caetano di Mauro ter levantado voo ao tentar uma ultrapassagem, levando à entrada do ‘safety car’ e ao final antecipado da prova.

Esta foi a segunda vez que um piloto não brasileiro venceu uma prova deste campeonato, depois de o argentino Nestor Girolami já o ter feito em 2015.

O piloto luso foi ainda considerado o homem da corrida.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.