“Nos últimos meses, a FIFA recebeu inúmeras queixas individuais, associações de proteção de consumidores e de outras estruturas de venda de bilhetes sobre a obscura e enganosa conduta da viagogo AG”, lê-se no comunicado da FIFA.

Nesse sentido, o organismo diz ter avançado com uma ação criminal contra a viagogo, assegurando ter como prioridade a segurança dos adeptos na compra de ingressos para o campeonato do mundo, que vai ser disputado na Rússia, entre 14 de junho e 15 de julho.

A FIFA refere que a única plataforma oficial e legitima para a venda de bilhetes é a do seu sítio oficial na Internet, acrescentando que os ingressos comprados em plataformas não autorizadas, incluindo a viagogo AG, vão ser cancelados assim que sejam identificados.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.