Kikas, sexto do ‘ranking’ de qualificação, volta a competir na 10.ª e penúltima etapa do circuito, que vai ser disputada em Peniche entre 18 e 29 de outubro, pela sexta vez, sendo que em 2018 não precisou de um convite, uma vez que estava na elite da modalidade.

O melhor resultado do surfista cascalense na Praia de Supertubos aconteceu em 2015, quando foi eliminado pelo norte-americano Brett Simpson, nos quartos de final, terminando a prova no quinto lugar.

Num ano em que tenta regressar ao circuito principal, Frederico Morais, que conquistou uma vaga para Portugal nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, venceu recentemente o Azores Airlines Pro, do circuito de qualificação, terminou o Quiksilver Pro France no 17.º lugar, a mesma posição que tinha alcançado no Corona Open J-Bay, na África do Sul.

Nas outras três provas que disputou como suplente, o português foi terceiro lugar no Oi Rio Pro, no Brasil, e foi eliminado nas repescagens (33.º) no Margaret River Pro, na Austrália, e no Tahiti Pro Teahupo’o, na Polinésia Francesa.

A havaiana Alana Blanchard, 79.º da hierarquia do circuito de qualificação, regressa a Peniche, onde esteve em 2009, com um convite da organização, num ano em que Portugal também volta a acolher a nona e penúltima etapa da vertente mundial feminina, após o interregno em 2018 e de cinco anos consecutivos em Cascais.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.